sexta-feira, 30 de agosto de 2013

lambe botas

                                                                                   

                                                                                 

                                                                           Lambe botas

       Como se devem lembrar estou-vos sempre a contar historias dos meus Fieis Amigos que ao longo da minha vida teem feito parte da minha Família .
Hoje com a grande falta de imaginação que sinto , vou-vos falar do meu Amigo Jo’li.
      Um dia pela mão de minha filha Manelinha  chegou a minha casa um pequeno e interessante cãozinho  .  Julgava eu que   ela  tinha pedido para estar com ele durante algumas horas  e que depois regressaria ao seu dono.
      Eu já tinha prometido a mim mesmo que nunca mais teria cão meu em casa  pois todos nós tínhamos sofrido imenso com a morte do nosso Tomiks que quando viemos para o Canada ficou   em casa de meus sogros  por nosso desconhecimento que o poderíamos trazer connosco , o   qual morreu de desgosto com a nossa falta . ,uma historia muito triste.  
Chegada a noite disse a ' minha filha que íamos entregar o cãozinho ao seu dono ., e ela muito chorosa disse-me  :
Pai o cãozinho não tem dono . por favor deixe -o ficar aqui em casa  ….
Mais uma vez fui apanhado…
      O nosso Joli  cresceu e fez-se um maroto . Por mais que lhe  ensinássemos  as boas maneiras ,era um malcriado ,,,
 Tínhamos no quintal um arame afixado ao telhado  da garagem e a outra extremidade ao tronco de uma arvore ,de cerca 30 metros de comprimento aonde deslizava uma corda que engatávamos a coleira do Joli e ele passeando quase livremente percorria durante o dia pode-se dizer mais de uma centena de vezes ,  a área que lhe era destinada . Ele não podia andar a’ vontade no quintal  pois se livre estivesse saltava uma vedação de madeira com 1,80 m de altura e   como um danado pela  ruela traseira da casa  durante umas boas horas percorria por onde o deixassem visitar os seus amigos .
       E era certo e sabido que quando regressava tinha que ir logo para o tanque aonde era costume ser lavado …
Assim que ele via a sua Amiga Genoveva com a sua escova , o liquido perfumado e a toalha destinada ao seu banho de baixo do braço, começava-se a esconder  fazendo uma resistência enorme ao  ser levado para dentro do tanque.
       Depois de estar dentro de agua em pé' deixava se lavar e passar duas vezes com agua quente.
No  final enquanto a sua dona o enxugava ele constantemente lhe lambia as mãos ,  - nunca o deixarmos lamber as botas  -como a agradecer a banhoca que tinha levado mas se por qualquer descuido conseguia sair a porta desaparecia logo do quintal e quando regressava já nós podíamos preparar para lhe dar um novo banho .
       Nunca chegamos a saber quem era o vizinho que punha no seu quintal um liquido que embora cheirando tão mal que não se podia estar ao pé’ do Jo’li , ele parecia que se sentia atraído por aquele  fedor . Foi morrer a Portugal com mais de dezasseis anos em nosso poder. Ainda andou em tratamento mais de seis meses mas com um tumor nos testículos  não pode sobreviver eu queria tentar uma operação mas o Sr., Doutor veterinário dizia que ele morreria na operação.        

Quando íamos ao Doutor veterinário nos finais da sua vida  o Sr. Doutor dizia -me que os animais eram como as pessoas  devia morrer com dignidade,eu perguntava-lhe  o que eu devia fazer ,pois ele estava medicado contra as dores  todos os dias  , ate que um dia compreendi que o Sr. Doutor quereria dizer para eu acabar com as suas  dores  mas nunca me disse directamente que o devia mandar matar. Foi um dia terrível para mim quando a beira da cova que seria enterrado o meu Amigo José  deu-lhe uma injecção e acabou o seu sofrimento.


Como ainda há muito espaço  e forca nos dedos  vou-vos dar  a saber algumas noticias da          imprensa penicheira incluindo Blogues  que vo’s certamente não tendes conhecimento mas que se torna interessante divulgar principalmente a nossa Voz do Mar que apesar de ser lida por exemplo em Vancouver com uma demora geralmente de três semanas não deixa de estar em dia com os falecimentos que por  Peniche concelho e mais redondezas vamos sabendo   de pessoas nossas queridas ou menos queridas . Já’ os nascimentos  que não os havendo não se podem anunciar,, deve haver mais de uma dezena de anos que não são noticia .
         Como grande admirador da lindíssima  actividade surfista  chama –me sempre  a atenção os torneios que por enquanto são feitos em Peniche e na lindíssima prosa da ilustre Jornalista  Sra Dra. Luísa Inês  insigne Jornalista do nosso querido A Voz do Mar ***,20 de Junho de 2013 *** que passo a citar na integra :

…. O  PPSC atribuiu aos dois melhores atletas não ranqueados os “ wildcards “   disponibilizados pela Associação  Nacional de Surf ao clube para a quarta etapa da Liga Moche que se vai realizar em Peniche este fim de semana (ler noticia ao lado ) . No final da competição , a direcção do PPSC dedicou  “ uma palavra a todos os participantes  que fizeram desta prova mais do que uma simples competição  , mantendo  um espírito de grande convívio e amizade entre todos aos voluntários que tornaram este evento possível , ao comandante e restante corporação  dos Bombeiros  Voluntários de Peniche  e ao inexcedível presidente da Câmara Municipal de Peniche , Dr. António José Correia  “ referiu  Paulo Ferreira .Um agradecimento especial aos pais do  Guilherme Fonseca , atleta do Clube que se encontra na Nicarágua em representação do pai’s  no “ 2013 Dakineisa Word Júnior Surfing Championship “ ,que brindaram com a sua presença nos dois dias de competicao. …..

Também ainda referente ao SURF  O BLOGUE PENICHE MINHA TERRA  anunciou que


Segundo a 102 FM Rádio!
“Um dos protocolos foi assinado com o Península de Peniche Surf Clube. Esta parceria visa a colaboração entre as duas entidades nos domínios da formação, investigação, desenvolvimento e promoção do surfing. Este ato marca ainda a instalação do clube no Centro de Alto de Rendimento de Surf de Peniche. Paulo Ferreira, presidente do PPSC, reforçou o papel social do clube.

A notícia que reproduzo merece-me, à partida, um comentário pouco concordante com a atitude assumida pelos responsáveis da edilidade. Não conheço os elementos que compõem o clube que teve o privilégio de ficar com a concessão da posse do Centro de Surf e, em boa verdade, esta minha lacuna em nada prejudica o que me veio à memória quando conheci a notícia reproduzida.
O Centro foi construído com dinheiros públicos e existem outros clubes dedicados ao surf no nosso concelho, porquê a instalação deste nas instalações públicas? Estou convencido que não vai dar certo mas o futuro o dirá. Às vezes o sentimento de posse do que é público não permite que se pense bem as atitudes a tomar e surgem situações pouco claras. 
Publicado 3 weeks ago por João Avelar

,,,,,,,,,,,Acabadinha de chegar ….. 30 de Agosto de 2013 ……

Do Diário de Leiria  30 de Agosto de 2013 ……………


           Saída de material gera polémica no Hospital de Leiria .

    Saida de material gera polemica no Hospital :
Em causa esta' alegada retirada de equipamentos da unidade de Alcobaca,pelo Centro Hospitalar do do Oeste ******
                                                     Que granda Ganga anda para ai 
                                                            a roubarem os hospitais  !!!

e os meus santinhos nao viram roubar nada do Hospital de Peniche para as Caldas da Rainha e Alcobaca !!!******

                                                                                

                                   
     Como andam no e'tero na vossa viagem cosmica  e pro'ssimo de chegarem a' Terra eu fui buscar o nosso Hospital para perto de vo's  para assim aproveitarem e porem o material no seu devido lugar
                         
                                                 Ladroes que roubam a ladroes teem 100 anos de"  Prisoes" 

                                                                                             


P. S. Eu que dizia que estava falto de inspiracao.......
Com as maiorinhas saudacoes  e beijinhos para os quizerem  aceitar assina respeitosamente perante Vossas Excias o 
Manuel Joaquim Leonardo
Peniche Vancouver Canada  30 de Agosto de 2013 

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

E' Sempre bom Relembrar

                                                                            
                                                                             
                       

                                           Aos cinco maravilhosos
             
                                               

                                                       E’ Sempre Bom Relembrar


Carta enviada a Presidencia da Camara Municipal de Peniche e a’ A Voz do Mar que segundo me disseram foi publicada  no N- 1201  de Marco de 2007 mas que nao  li pois estive mais de dois meses gravemente doente mas  nao morri ...., “ note se bemem Fevereiro de 2007 em  que as entidades de Peniche fizeram que nao tiveram conhecimento ate’ esta data e agora vao fingir que vao lutar por aquilo que parece que nunca desejaram
Para que todos os que tiveram conhecimento  estou a relembrar ,para queles que nao o sabiam podem ver que o Homem que Fala So’ nunca esquece e luta para que Peniche e as suas gentes sejam sempre mais dignificadas

                           Carta Aberta enviada para a Camara Municipal de Peniche e dirigida
Ao Sr. Presidente                                                           ‘A Voz do Mar ‘                                                 
da Camara Municipal de Peniche                                 ( cópia da carta enviada á C.M. P.)


                                                         Exmo Sr.

              Ao tomar conhecimento de que as urgências do Hospital São Pedro Goncalves Telmo de Peniche está dentro das quinze emergências  agendadas para   encerramento  não queria acreditar.
              Aceitar sem a luta de todas as maneiras que devem já começarem a fazer movimentar  para que o encerramento não se realize é um descredito para toda a populacão de Peniche e todos os seus dirigentes politicos .
               Segundo relato constante nas colunas da Gazeta das Caldas as urgências nas Caldas da Rainha estão já quase sempre bloqueadas com doentes em macas no corredor esperando os primeiros socorros  . Para onde irão  os necessitados urgentes que  sempre estão a afluir de inverno e de Verão com a população mais que triplicada de utentes  de todas as partes do Mundo. ? É mais carne para canhão ?
                Peniche tem perdido muitos recursos humanos que nunca deveriam terem  saido  daí . O que mais irá suceder, há já tanto prejudicada população de Peniche  ?.
                 Peniche deverá fazer uma marcha lenta com o fecho por um dia de toda a actividade activa na nossa terra e blocar suavemente a entrada de Lisboa  A 8 e a Calçada de Carriche  Todos os carros mas mesmo todos  !!! Este será o primeiro de outros quantos necessários para que os governantes ? de Lisboa tenham que saber que Já Basta !!
                  Os  niveis  de progresso de um pais medem-  se  principalmente com um bom Sistema de Saude e de Educação o resto vem como complemento .
Pobre do meu pais a que ponto chegou . E  depois dizem-me que sou toda a vida  um revolucionário mas sou revolucionário sòmente em causas  justas  . As Gentes do Mar devem ser respeitadas nas suas convicções  e pode-se gritar bem alto que a População de Peniche Nunca foi Respeitada desde os tempos que me conheço como Homem , por todos os governos  que governaram o meu Pobre Portugal .
                    Na marcha lenta deve haver espaço para que uma ambulância em emêrgencia possa  passar
                Chorando com raiva , pois neste momento não  posso lutar junto de  vós  por motivo de doença e pedindo que toda a Populaçao de Peniche faça o seu Dever , assino

Manuel Joaquim Leonardo
Vancouver , B. C.                                          manueldepeniche@

Canada           5 de Fevereiro de 2007                              

                                                                 Nao Ha' Vergonha
                                                                        Em    Peniche
                                                                                      

sábado, 24 de agosto de 2013

E' sempre bom relembrar

                                                                               


                                                               E' sempre bom relembrar

Para o PortugalClub
Algures no infinito

                                                                              O açaime

                   Há mais de quatro dezenas de anos ,de vez em quando a carroça dos cães saia ás  ruas  da minha Vila para capturar cães que mendigavam , sem açaime , vacina ou licença
Nessa época um dos membros da minha Familia era um cão e chamava-se Tómiks . andava de uma maneira geral á solta e nunca
se apresentava de açaime no focinho .
                    Era um bom vigia e como animal de guarda era de uma segurança total  , ai daquele que tentasse ultrapassar a porta do quintal ,era uma ameaça visivel e temida .
Na rua era temivel para os outros cães vizinhos e apesar de termos o maior cuidado de vez em quando envolvia-se em desordens das quais saia vencedor  , os outros fugiam a sete pés e juravam para a próxima ter mais cuidado com a visinhança .
                     Nunca  nos causou problemas  em ataques pessoais fora de portas e os miudos da visinhança sentiam-se sempre seguros com a sua protecção  . Lindo e airoso era adorado por todos que se chegassem por bem a ele e tinha muitas namoradas que vinham  mesmo ter com ele á porta da casa .
                      Contudo tinha um grande defeito que me causava  grande ansiedade ,quando a carroça dos cães passava na rua  e por descuido não dávamos fé , com a sua fanfarronice ao enfrentar os funcionários da Câmara e a sua rede deixava-se sempre apanhar .
                       Depois era o Elas ! . Tínhamos de pagar a multa que nesse tempo já  era uma grande quantia de escudos e que ás vezes não havia , tendo nós mesmo em certas alturas de pedir o dinheiro emprestado para o soltar, sucedia isto três quatro vezes por ano .
                        Antes que mo perguntem eu vou explicar porque é que isto sucedia . Se os cães  tivessem vacina , licença e açaime podiam pavonear-se á vontade . O Tomiks tinha vacina ,licença mas não tinha açaime e por isso estava a infligir a lei e como tal sujeito á multa ,  ou á morte  se esta  não fosse paga .
                         Muitas vezes o tentámos habituar ao açaime e sempre que isso sucedia deitava-se debaixo da mesa da cozinha e só de lá saía  para ir ao quintal fazer as suas necessidades fisiológicas e voltava para debaixo da mesa ,chegando a estar mais de uma semana naquilo que era um martírio para ele e nossa  Família   
                          Fiz uma reunião familiar  e decidimos por unanimidade que sucedesse  o que suceder nunca mais poríamos o açaime ao Tomiks a não ser que modificasse a sua maneira de estar na vida , tornando-se agressivo fora de portas . E era ver de vez em quando eu apresentar-me na esquadra da policia para libertar o membro da minha Família .
                          Um dia  o Sr. Chefe da Policia que já me conhecia bem pelas visitas que era obrigado a fazer ,interpelou-me áspera mas cordialmente dizendo-me : Já cá está outra vez ? porque é que não lhe põe o açaimo  ?
Serenamente respondi-lhe  : estou e estarei cá sempre que o infeliz seja apanhado,pois ele como eu não gostamos que nos ponham açaime .
Olhando para mim fixamente  e entregando-me a multa disse-me que não me queria ver tão depressa .  
                           Não sei por quê mas quando a carroça saia e passava pela nossa rua o polícia que representava a autoridade
dizia para os funcionários da Câmara : Esse não e preciso apanhar é só passar a multa .
                            Porem nunca mais recebi convocação para fazer o pagamento da infracção
 Com os melhores cumprimentos para todos do
Manuel Joaquim Leonardo            Manuel de Peniche        manueldepeniche@
Peniche Vancouver Canada     23-1-06
 
P. S.

                             Falando em açaimos não queiramos  " Açaimar  "  o nosso Presidente Casimiro , ele é como eu ,e o meu
cão era ,se nos fecharem  a boca morremos da um ataque cerebral ,
Devemos contudo o advertir para que não seja tão "truculento e impulsivo  " mas que continue a provocar,provocar para que o
PortugalClub continue a ser o veiculo de cultura  e pluralismo  que faz a sã convivença e a diferença entre todos os Portugueses do Universo       
 Manuel Joaquim Leonardo
Peniche Vancouver Canada

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Eleicoes Autarquicas 2013






 SUA EXCIA FOI  AO HOSPITAL


                     
       
                                           
                                       
                OS       Politicos

FORAM     AO   SURF

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Candidatura Hentique Bertino

                                                



                                       A  Candidatura  
                                                  de
                                                 
                                       Henrique  Bertino Baptista Antunes
                                                
                                 As suas consequências , as suas emoções
         
        Nos tempos modernos  falar –se  sob quaisquer   eleições  e’ um assunto em que a maior parte das pessoas  não se querem ver envolvidas  
        Os  concorrente   embora eivados de boas  vontades já gastas com a  podridão real do significado  físico da palavra eleições , vestem –se de roupas novas  fornecidas pelos  melhores ateliers de costura  e alfaiatarias que fazem a moderna sensação e esplendor na grandiosa  e vestuta China , tentam fazer mais um sacrifício em prol dos seus Povos que se revêem e agradecem serem representados por estes   tão ilustres semeadores de boas novas  em que com  vozes de sereias  anunciam mais riquezas sem fim .
               
          “  A candidatura de Henrique Bertino  a’ Presidência da Junta de Freguesia  da Cidade de Peniche “ apresentada pelo P S e pelo PSD “ e’ um pequeno sinal de como o bafio endemoninhado  que há’  décadas esta’ instalado em paredes meias com os  autarcas   na cidade de Peniche , prevalece ate’ aos dias de hoje.
             Foi lá’ na Associação de Educação Física , Cultural e Recreativa    Penichense que pela primeira vez tomei contacto “fora de portas “ com uma Reunião  da Assembleia Municipal de Peniche  . Cheguei atrasado quase como sempre – no principio a “ coisa “ não aquece – e assentando-me comodamente comecei a ouvir o assunto grave que estava na ordem do dia  na  intervenção publica .
             Com a vossa a licença  apresento o tema especial – A merda e o mijo dos cãezinhos
que durante mais de duas horas esteve em disputa acesa  no diz lá’ .  diz cá’    com o senhor vereador   em defesa do canil e a assistência  que bastante indignada parecia estar . invectivando
com um vocabulário cheio de detritos .
 Os Cãezinhos   faziam as suas necessidades no alto das varandas dos seus terceiros , quarto andares  e ela corria impudicamente das varandas cobrindo as  janelas em baixo dando cor e vida às janelas e paredes  dos vizinhos fazendo uns grafites muito  interessantes  .
           Esforçava-se o Senhor vereador para defender os seus machões  cães mas nada convencia a assistência , somente queriam que de uma vez por todas acabassem aquelas tropelias mas como de uma maneira geral quem ganha sempre e’ quem esta’ no poder  , assim foi o ámen.
 Em serviço estava o senhor vereado do P.  S.  que por talvez ., não por casualidade abandonou  
    - se não estou em erro o lugar de vereador poucas semanas depois - .
           Concerteza que nada há’ de mal um senhor vereador depois de lutar tanto em prole colectiva  para o bem estar da comunidade que faça um retiro de guerreiro e sempre que tenha ocasião humedeça a palavra  em elogios ou manifestações colectivas para bem da comunidade ..Mas nem todos o fazem  e parecendo que acabado o frete quando sai do núcleo que lhe fez salientar um pouco a barriga  mostra-se logo adversário das ideias  que jurara defender  para depois ate’ descaradamente se aproximar com atitudes que se revelam maliciosas , não só para o  Partido que abandonou mas também para a Cidade de Peniche que o viu nascer.
           Se  e’ fanatismo Politico que eu penso que não seja mas sim uma aversão completa , de um ódio  que representa a confirmação  das amizades  pessoais  para outras   pessoas que se tornaram incompetentes  no   bem colectivo  , a esperança de poderem ir para o poder local ,neste caso , outras cabeças frescas sejam de qualquer partido que tome as rédeas do poder em Peniche  que faca sair da miséria que Peniche tem caído com a falta de orientação no saber quais são as verdadeiras prioridades que Peniche precisa  O poder local tem mostrado que não tem reservas humana s para lançar novos dirigentes  que possam independentemente fazer uma  boa gestão , uma reviravolta  , séria , e aprofundada
           Henrique Bertino  Baptista Antunes  aceitando concorrer a uma freguesia , partindo de uma posição ilegal  como o seu partido Partido Comunista  Português tem admitido  em condições idênticas. usa a balança  consoante os pesos e medidas tácticas que somente tem prejudicado  a aurea de Partido serio  que foi ,já não o e’, pois quase todas as atitudes  já há alguns anos tomadas tem demonstrado que muito esta’ errado e que deve mudar quanto mais depressa melhor para  boa imagem do partido’
            Só’ para   exemplos , Henrique Bertino Baptista Antunes  quando recebeu  as chaves da Freguesia de Nossa Senhora da Ajuda ,recebeu também as chaves simbolicamente dos  diversos Bairros da Freguesia 99%  em óptimas condições de habitacional idade, ruas e escolas em funcionamento normais  assistência aos seus fregueses orientada para os ajudar, Cooperativas  alimentares duas  ,  cooperativas de pesca  ,  assistência medica com o  Hospital São Pedro Gonçalves  Gonçalves Telmo  a funcionar com todas as suas valências note-se que os empreendimentos de vulto já vinham da época governativa do Partido Socialista .
           O que deixa o Senhor Henrique Bertino Baptista Antunes  ao sair de Presidente da Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Ajuda , de tudo que lá’ foi  encontrar na Junta ?
            Deixou  roubar  para Alcobaça e Caldas da Rainha ,o Hospital São Pedro Gonçalves Telmo de Peniche sem nunca escrever nem que fosse umas linha de protesto pessoalmente  aos senhores ministros  . Nunca deu o seu corpo e incentivou outros a não deixarem roubar um bem novo que era nosso sem que o famoso Centro Hospitalar Oeste Norte estivesse concluído e a funcionar 100% porque tinha outros serviços clínicos e hospitalares  para se servir e a’ sua Família ? o Centro de saúde também esta’ quase inoperacional pois os serviços não teem  equipamento e material clínico , indispensável para poder funcionar a 90% . prédio e habitação arruinadas quase a cair,Cooperativas alimentares e de Pesca foram a ‘ banca rota  por sua ma’ orientação administrativa  + quando falo em outros serviços que presídio ou coopresidio , ou esteve sob sua orientação quero demonstrar que não dirigiu com saber  os serviços  que foi designado a chefiar  e ainda vai tomar conta da maior Freguesia de Peniche  ?

             “” Henrique Bertino  Baptista Antunes “”

                                 Mais desgostos para o P. S. e o P.S.D. ?



Mais desgosto para Peniche e para o Seu Povo
                     
                                                      Digo eu  !!!!

Todos a votar nas urnas   !!!                 Todos a votar  nas urnas

Porque assim poderemos  modificar os interesses para bem de Peniche

Votem todos em quem quizerem  e assim mudaremos os destinos de                         

                                                        Peniche
Manuel Joaquim Leonardo
Peniche Vancouver Canada

22 de AGOSTO 2013

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

O policia e o ladrao

                                                                          

                                                                         
                                                                          ( Assimilação )





                                                                        Tempos modernos
                                                                                    de

                                                                                 2013


                                                                      O policia e o ladrao

              A ultima nossa beneficência junto da Colónia Portuguesa foi protagonizada  por um desvio insólito de dois homens que preferiram a ilegalidade  ao trabalho honesto e por isso como e natural sofreram as suas consequências
              Depois de um dia de trabalho harmonioso decidi depois de jantar dar uma volta ate ao nosso ainda Clube Português de Vancouver.
              Ainda mal tinha entrado a soleira da porta  e enquanto espraiava a vista pela sala de convívio   já via o meu amigo Ramos  que em direcção a saída  se aproximava de mim .
Afastei-me para o deixar passar pois estava - lhe a obstruir a saída  quando ele parando disse - me :
              Eu não vou sair , somente quero contar-lhe mais uma dificuldade que existe entre dois nossos compatriotas  que há poucas semanas chegaram a Vancouver e já estão com dificuldades  pois não encontram trabalho e acabou -se - lhes o dinheiro e agora estão aflitos pois não teem dinheiro para pagar o hotel em que estão hospedados e já não teem dinheiro para se alimentarem.
              O meu Amigo Ramos de vez enquanto proporcionava-me encontros desta natureza  e eu como sempre tentava resolver as situações , mais uma vez me vinha dar a conhecer  este problema.
               Enquanto bebia-mos um café o Ramos deu-me mais pormenores e assim fiquei a saber que se tratava de dois portugueses que não eram conhecidos na colónia e que ele sabia que já não tinham comer no dia seguinte.
Eram rapazes novos ainda próximo dos trinta anos de idade e ao que  parecia , tinham vindo como turistas
               Mais uma vez fiz notar ao meu Amigo Ramos que eu não podia armar em benfeitor dos desfavorec idos da sorte que por entre malhas me vinham bater a minha porta.
Vivíamos do nosso trabalho e já tínhamos uma Família grande para também ajudar
                Senhor Manuel nos sabemos que o Sr. consegue sempre arranjar algum estratagema para ajudar os nossos emigrantes…. e era por isso que ele mais uma vez me pedia para ver o que poderia fazer por estes .
O Ramos já era um dos meus conhecidos de Montreal que por sinal enquanto solteiros usavam passar a ceia  de Natal  com a nossa Família  e eu tinha - o sempre como um Homem serio e comecei indagando aonde era o hotel que eles estavam a viver  e no dia seguinte depois de jantar fui ao local indicado para verificar se estaria lá algum deles .
                De facto estavam lá os dois   e sem muitos preâmbulos fiz-me convidado a entrar .
Pareciam muito envergonhados com a nossa presença pois a minha Mulher como de costume tinha ido comigo e em poucos minutos sem entrar em pormenores pessoais pedi  um refrescante para  tomar  ao qual me responderam  que não tinham nada para oferecer .
Disse -lhes que aqui no Canada e’ costume o frigorifico estar sempre recheado de tudo que no’s necessitamos.
                Ganharam coragem e um deles disse –me que pouco tinham ou mesmo nada .
Descaradamente e já’ agarrando o puxador da porta  do frigorifico disse-lhes , posso ? e de seguida abri a porta .
Lá dentro não havia nada ! !. Então vocês vão comer ao restaurante ? . 
Não ,nós fazemos aqui quando temos .
Fechei a porta e disse –lhes  : nós voltamos já’ . Dai a pouco regressamos e já trazíamos  uns pacotes de carne da mais barata, miúdos de galinha e algumas pecas de porco , esparguete ., um pacote de carne de vaca para gizar ,batatas, três ou quatro cabeças de nabos , um repolho ,etc.
                Ficou combinado que no outro dia me telefonassem para eu poder dizer alguma coisa se houvesse.
 Dali fui logo falar com um amigo para saber se ele lá tinha algum quarto para ficarem e serviço de cozinha.
               Tudo ficou resolvido e no final do tempo que faltava para saírem do hotel consegui arranjar trabalho para um  e o outro também podia ir. Eu como de costume disse a esse meu amigo que eu pagaria o primeiro mes mas ele , nunca dizia que eu estava como fiador e nunca ninguém  me deixou mal  , embora um ficou ‘me a dever por seis anos, pois ate a passagem de retorno tive que pagar –lhe mas essa e outra grande historia .
                Ficamos Amigos e de vez em quando convidava-os para comerem , muitas  vezes e foi a pouco e pouco que comecei a saber a historia....

                Alfredo e Amândio , nomes fictícios , tinham vindo juntos de Macau e fizeram uma grande aventura .
Alfredo era policia  nunca o soube , se  Policia de Segurança Publica ? ou outra qualquer que na altura fazia serviço de patrulha e policiava  a Cidade de Macau .  Era natural de uma vila de Trás dos Montes  e filho bastardo de um Sr. doutor das redondezas .  Amândio era empregado num banco também nessa cidade  não   sabendo eu , nome nem qual a posição que nesse banco exercia .
Eram muitíssimos Amigos  e  tinham  sonhos para sair de Macau sempre que conversavam .
Faziam mil e um planos dos modos que queriam recomeçar a vida noutra cidade do Planeta
                  Uma noite  e no final de turno, contava as peripécias que tinha passado durante o turno de serviço com dois colegas chineses que  o obrigaram a ficar ate ao final da queda de uma grua  que estava montada num dos prédios em construção .
 Estava uma ventania ciclónica e observando e esperando a sua queda ,os dois policias apostaram para que lado a grua cairia  , uma soma já bastante elevada .Bem queria o Alfredo sair  dali mas os colegas não queriam arredar pé’ e finalmente passadas mais de duas horas a grua finalmente caiu.
                   Como já estavam no final do turno passaram perto da grua  ,Alfredo que guiava o veiculo saiu do carro vendo que tinha sido uma queda santa sem muitos prejuízos materiais alem da grua e nenhum problema de danos pessoais . Localizaram a área com cones  de trânsitos  encarnados  e depois de  comunicarem com o Comando nas suas calmas regressaram ao posto policial para serem rendidos …
                      Enquanto fazia a narrativa  de toda esta historia Alfredo admirava-se de Amândio não mostrar qualquer interesse naquilo que este lhe contara .
Tu hoje não estas bom  , ainda estas a dormir .
O que e que se passa contigo ?
Amândio com grande calma diz-lhe  : vamos nos preparar porque amanha vamos sair de Macau , já temos o dinheiro para levarmos
 Alfredo incrédulo não queria acreditar .
                       Passados três dias já estavam alojados naquela espelunca que se designava hotel  na Cidade de Vancouver  Canada .
                      Alfredo era de feitio expansivo sempre risonho e dava gostos as suas aventuras contadas ,apesar de ser tão novo ainda .Amândio era mais reservado e parecia que nunca tinha historias para contar  e sentia-se envergonhado quando
“ Alfredo lhe dizia que Amândio tinha nascido num berço de ouro algures na África Portuguesa , ate criados tinha para o levarem as cavalitas para a escola .
Já’ Alfredo se queixava que tinha sido feito na casa do Doutor que emprenhou a cria dita de serviço  e esta tempos depois legou a’ sua santa mãe ’ o cuidado de criar o seu neto “ , * palavras textuais *
                Andando , saltando pelas fragas das serras se fez homem  e adorando a sua Avo’  mais do que uma Mãe  foi parar  ao exercito e ,não sabendo como , – nunca o tentei saber – caiu de para quedas naquela linda e pitoresca Cidade de Macau.
                Amândio sendo de raça mestiça aparentando uma cultura e porte senhorial nunca falou de si ou seus familiares
                Alfredo segundo constava era grande trabalhador enquanto Amândio nunca se constou que tenha feito algum serviço durante o tempo , meses que esteve em Vancouver
Durante uma ceia na minha casa Alfredo sozinho, contou - nos o que parece nunca tinha dito em Vancouver e assim ficamos a saber que Amândio tinha feito um pequeno desfalque no banco mas que foi tão ínfimo que nem para um ano dava para viverem em Vancouver .Passaram –se uns meses e uma entidade policial minha amiga disse-me que um dos meus amigos , Alfredo tinha sido apanhado com uma pequena dose de droga leve mas como estava ilegal no Pais iria ser deportado quando saísse da prisão .
                  Fiz ver a esse senhor oficial da policia e disse-lhe que Alfredo  dizia que um dia que saísse de Vancouver gostaria  de ir para a Venezuela  pai’s aonde tinha bastantes familiares seus ,se ele fosse para Macau ou Portugal não se sentiria tanto a vontade e haveria piores consequências .Passados poucos dias  apareceu-me em minha casa o Alfredo dizendo-me que ia sair do pais e ia ter com os seus Familiares na América do Sul .
                   Agradeceu toda a amabilidade e todos os favores que  tínhamos feito a eles .” “      Nunca mais os esquecerei  ! “ Esquecer certamente não esqueceu mas o que e’ certo ,  nunca mais se fez lembrar .
                    Alfredo disse-nos que Amândio tinha pedido para ir para Macau , não apareceu para se despedir . Por nosso lado nunca mais soubemos o que lhe tinha acontecido .
                
 Amigo e Senhor como o prometido  e devido aqui esta’ a
                                               
                                                                  “ Historia do Policia e o ladrao “

Com os mais respeitosos cumprimentos   para vos e Vossa Estimada Familia . pela  Familia Leonardo, assina o
Manuel Joaquim Leonardo             Manueldepeniche@
Vancouver .  B.C.
Canada     23 de Julho de 2011


 P. S. Esta carta foi escrita porque uma individualidade portuguesa me pediu para  dar mais dados pessoais  dos dois protagonistas . Assim o fiz , e agora  como não há’ policias nem ladroes em Portugal  estou a dar conhecimento publico pensando estar a dar uma Grande Contribuicao em Honra da Justiça em Portugal

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Eleicoes 2013

                                                                                 
                                                             

                   
                                                                  ELEICOES MUNICIPAIS
                                                                      EM  PENICHE 2013


                                     São precisamente 20 horas,42 minutos do dia 14 de Agosto de 2013

           Eu que não queria escrever acerca das eleições mas as noticias de ultima hora e as reacções desencadeadas pela  candidatura  a', Presidência  da Junta de Freguesia de Peniche por Henrique Bertino ,despertaram em mim como um incentivo para desmitificar  as tentativas de mais uma vez alguém por sentimentos de amizade  e nao os valores apoiar vigorosamente a possível eleição de Henrique Bertino para um cargo que quanto a mim será' mais uma promoção individual  mas que dado às provas dadas por esse candidato de  quase toda a sua vida  politica e dentro das suas actividades  de todas as presidências ou colaboração intensiva por onde tem actuado  dizendo que e' para bem de todos e tendo sempre em si o Dever de tentar  fazer tudo do melhor  para o Povo que representa , pela sua  Terra ,isso no meu entender  não tem sucedido .
          Henrique Bertino em quase todas as actividades  em que teve parte activa  de governação foi um fracasso .
 Como envolvido no sector das pescas  e na maioria dos  diversos assuntos que tratou,  foi um fracasso . Pesca , cooperativas de pesca  , toda a organização das pesca estão em falência e com possibilidades de piorar o que existe  , cooperativa  alimentar com duas secções  abertas em Peniche fecharam ,  cooperativas de pesca teem tido um fim inglório , como    sindicato dos pescadores não fizeram qualquer contrato colectivo  entre os pescadores de Peniche   e os armadores da pesca da sardinha .no após 25 de Abril.
          Dedicaram-se , e mal aos pescadores cooperativistas   e abandonaram os restantes que trabalhando para os novos armadores  existentes  em Peniche não viam o seu trabalho envolvido  em contratos em que os seus interesses ,  melhor contribuição salarial , assistência  medica , reforma , ficassem salvaguardados. Acabaram com a assistência medica nos Serviços da Casa dos Pescadores no forte do Baluarte que foram instalações pagas com a contribuição dos pescadores de Peniche , Maternidade  e ainda deixaram roubar pelos governos de então as instalações que eram dos pescadores depois do 25 de Abril passaram para as mãos  de serviços sem ligação directa com os beneficiários pescadores de Peniche  mas que eu ainda reivindico a minha parte estando alguns edifícios que pertenciam a' organização dos pescadores de Peniche em completa ruína sem ninguém olhar por eles .
           Porque não alugaram parte  do edifício e essas  rendas seriam para beneficiações e  manutenção de um salão  de estar e confraternização dos nossos pescadores ?
           Os contratos de trabalho dos pescadores  eram feitos como eu bradava aos céus , eram assinados debaixo da Ponte Velha e não na Capitania do Porto de Peniche  aonde durante muitas dezenas de anos   foram assinados .
Eram contratos feitos com os novos armadores que  faziam cada um, o melhor que podiam para si  ,sem os pescadores desapoiados terem voz para reivindicarem . Tinham medo …

Como Presidente da Freguesia de Nossa Senhora da Ajuda também quanto a mim Henrique Bertino não mostrou sentido de orientação  na árdua tarefa que jurou fazer pelos seus Munícipes Pode se ver os bairros sociais degradados e devolutos por não terem condições mínimas de habitabilidade decente . Era ver nas alturas das eleições andarem a rebocar alguma parede mais visualmente necessária.
           Nunca pensou em  reagrupamento ,dos inquilinos das casas do bairro mais velho  para assim poder demolir e fazer novas construções de por exemplo , rés-do-chão 1- andar ou mesmo  2- andar ? Apresentou projecto algum neste sentido ? forçou para que a sua voz fosse ouvida pelos serviços técnicos competentes ? em ideias suas compativas  ? mais, forçou mesmo a que alguém o ouvisse e a cada dois anos apareceria obra feita e assinalável ?
Nunca reparou que a sua guarita e as muralhas estavam em estado decadente e próximas a cair como caíram .
            Nunca reparou nas suas dunas que de ano para ano ficaram cada vez mais destrocadas , quando, se houvesse uns olhos que vissem , e planeasse para o futuro teriam as suas passagens pedonais  construídas e embelezadas a tempo e cada vez mais?.
             Nunca reparou que não  se pode estar com o cheiro que imana daquela fabrica conserveira na sua praia de Peniche de Cima  que corre com os turistas para outras bandas  ?
             Nunca visitou o seu lindo hospital de Peniche quando ele ainda estava com pujança  ajudando todos que dele precisavam ?
Não visitou talvez  por falta de tempo o seu hospital  quando começaram a roubar os equipamentos que foram levados às claras para equipar os hospitais de Alfazeirao e Caldas da Rainha ?.
 Nunca ouviu falar que o seu Hospital iria fechar as emergências e cirurgias  para poder ser  reutilizado como casa de repouso de pessoas ilustres?
O senhor e sua Família nem sequer se lembravam disso , pois sabiam que em caso de doença  teriam assistência medica referenciada como também tinham os funcionários públicos , entidades militares e para militares  funcionários de bancos funcionários da Câmara  que ate’ - acho bem –os funcionários inferiores – secundários em linha hereditária  - e outras  classes superiores que abundavam anteriormente em larga quantidade ., e os Pobres e indigentes também sofrivelmente ,embora esperando muitos  anos não conseguiam morrer da cura !!! ……

Quando vi o seu nome indigitado para Presidente da Junta de Freguesia de Peniche  , acredite fiquei com pena de si  mas mais magoado fiquei ao saber como tão pobre anda o Partido Comunista Português pois não consegue dar mais renovação a pessoas que poderiam tentar  mostrar que um verdadeiro Partido Comunista  com ideais fraternais  e mente clara faz sempre falta numa democracia em que todos a soubéssemos respeitar.
Ou o lema será’ ? quanto pior melhor ? !!! …

P.S.
Quando lhe pergunto se “ foi ao seu hospital “  e’ por pensar que o Hospital São Pedro Gonçalves Telmo esta’ situado no perímetro da sua ainda Freguesia  …

Com respeitosos cumprimentos Sou com Fraternidade o
Manuel Joaquim Leonardo
Peniche Vancouver Canada

15 de Agosto de 2013 

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Eleicoes 2013 verdades ou mentiras

                                                    


                                    
                                                        Eleições Municipais em Peniche 2013
                                                         Suas mentiras, são verdades ?


          Já' estamos habituados às verdades e mentiras diárias do governo na Assembleia da Republica Portuguesa .
Agora com as suas propagandas eleitorais mais uma vez o CDU me desilude com as suas mentiras e verdades de quem e' de facto que tem estado no poder para orientar, dirigir os destinos de Peniche politicamente nestes mandatos CDU.
Mas vou-me explicar melhor mas uma vez mais exijo uma clarificação não politica mas sim uma informação publica ,para que todo o Povo de Peniche compreenda  :
         Há' quase 25 anos que lutamos contra  uma discriminação - e que ainda hoje dia 14 de Agosto de 2013 não terminou - de todos os partidos que teem passado pela vereação e Presidentes
de Câmaras e respectivos Presidentes da Assembleia Municipal de Peniche que teem tido conhecimento e discutido  um caso de descriminação contra uns Munícipes  que se assinam  por Manuel Joaquim Leonardo e Genoveva Duarte Regales Leonardo .
           Nos princípios de 2013 voltamos a pedir uma reunião Camarária para tentarmos a solução pacifica de tão tenebroso caso que acredito ser o mais problemático governativo caso que poderia ser resolvido desde o seu inicio pois da nossa parte tudo foi legal e foi sempre atendido pelo  advogado da outra parte e que tratando do assunto do principio ao fim  levou-nos ao cartório notarial para finalizarmos a venda que já estava paga totalmente um dia antes de fazermos a escritura , por pedido incessante de mais verbas para  satisfazer dividas da outra parte .
             No Notário Publico não se pode fazer a escritura porque o “ “ Sr. advogado não entregou a documentação legal completa para se poder  finalizar a  respectiva escritura publica . “” fomos do Canada para Peniche para fazer a escritura  e a documentação não estava em ordem   !!! “””
E  assim começou esta trágica telenovela. Nos finais do mes de Outubro fomos atendidos em reunião camarária e depois de mais uma vez repetidas  todas as transcrições justificativas da legalidade dos pareceres Camararios foi declarado pelo Sr. Presidente da Câmara de Peniche Sr. António José Correia , que o impasse continuava e nada se podia resolver.!!

Foi quando o Sr. Arquitecto José Ribeiro Gonçalves , disse para o Sr. Presidente que ’ tinha saído havia já dois anos um decreto lei   para se poderem resolverem casos desta natureza  !!!.

Ao Sr. Arquitecto José Ribeiro Gonçalves agradeço publicamente essa sua intervenção que não esquecerei jamais e  assim deu-se o começo   ao novo processo.


Quando pedi para  para  requerer esta reunião Camarária enviei cartas individuais para o Partido Comunista Português , CDU e os Verdes .

A carta enviada para os Verdes  foi-me devolvida para tra’s , pois não podiam aceitar porque “””” os VERDES  “”não tinham representação  no elenco  Governativo  “””

“” ENTAO OS “” VERDES ESTAO NA PROPAGANDA ELEITORAL COMO SE PODE VER NESSA FOTOGRAFIA  COLOCADA NESTA PAGINA  NO FINAL DESTA MINHA CRONIQUETA E NÃO ESTAO REPRESENTADOS  PARA PODEREM COLABORAR PARA O PROGRESSO DA CIDADE DE PENICHE ?

Cheira-me a falsa propaganda eleitoral . SERA’ ?


Digníssimo Presidente da Câmara Municipal de Peniche Eu e todos os eleitores de Peniche  devemos ser esclarecidos  Já Antes destas eleicos para que nos possamos eleger quem acharmos mais competentes para governarem Bem a nossa triste Terra que por enquanto se chama Peniche .
Com os mais Democraticos Cumprimentos assina o 
Manuel Joaquim Leonardo
Peniche Vancouver Canada